GPIDEIA TECNOLOGIA http://gpideia.com.br/ Noticias sobre tecnologias, web, aplicativos, e muito mais pt-BR Reveja seus conceitos sobre um sedan: prepare-se para conhecer o Novo Nissan Versahttp://gpideia.com.br/noticia/reveja-seus-conceitos-sobre-um-sedan
A Nissan lançará no dia 28 de outubro o novo modelo, que chega com um design mais robusto, muito mais conforto, moderno e repleto de novidades em seu pacote de benefícios. Reveja seus conceitos sobre um sedan: prepare-se para conhecer o Novo Nissan Versa Divulgação "Os conceitos estabelecidos ficarão para trás". “Desafiamos os seus conceitos". "Você vai se render para o extraordinário". Com frases como essa, a Nissan Brasil movimentou as redes sociais nos últimos dias e despertou a curiosidade entre os usuários da internet: o que vem por aí? A resposta chegará às 17h30min de 28 de outubro em uma LIVE no canal da Nissan Brasil no Youtube. O evento marcará o lançamento do Novo Nissan Versa, que promete provocar uma grande transformação na categoria dos sedans. Para dar esse novo passo na evolução da tecnologia, o projeto começou ouvindo quem mais conhece o Versa: os consumidores. A partir dessas avaliações, os engenheiros da marca receberam a missão de fazer uma reformulação total no veículo. A intenção é mudar os conceitos sobre um sedan. O que se pode esperar, então, do Novo Nissan Versa? Mesmo antes do lançamento, já dá para saber uma série de detalhes. Os pilares que tornam a Nissan reconhecida por sua excelência vão estar presentes no novo modelo. A começar pela tecnologia japonesa de ponta. Assim como todos os outros veículos da marca, o Novo Nissan Versa conta com itens tecnológicos que tornam o dia a dia muito mais prático e seguro. Também estão presentes neste lançamento o conforto e a comodidade que fazem das viagens em um Nissan uma experiência prazerosa. Sem falar no visual inconfundível, responsável por destacar os veículos da montadora. Supere expectativas Mas o Novo Nissan Versa vai além. Os consumidores pediram, e o novo modelo ficou muito mais moderno. Ele é um marco entre os sedans porque, com sua tecnologia japonesa, conta com o melhor pacote de benefícios, itens de série e features exclusivos da categoria. Ou seja: o motorista e os passageiros terão ainda mais segurança e conforto em suas viagens, em um veículo com incrível desempenho e com design robusto. Ficou cheio de expectativas? Prepare-se: todas elas serão superadas. Acompanhe o lançamento online do Novo Versa no canal da Nissan Brasil no Youtube, às 17h30min do dia 28 de outubro, e esteja pronto para rever todos os seus conceitos sobre um sedan. Quer saber mais? Acesse! ]]>
Bolsonaro sanciona lei que altera regras do Cdigo de Trnsitohttp://gpideia.com.br/noticia/bolsonaro-sanciona-lei-que-altera-regrasAcidentes em estradas federais deixam 75 mortos no feriado de Nossa Senhora Aparecidahttp://gpideia.com.br/noticia/acidentes-em-estradas-federais-deixam-75
Segundo Polícia Rodoviária Federal, foram registrados 973 acidentes e 1.165 pessoas ficaram feridas. Patrulheiros fizeram mais de 6 mil testes do bafômetro e 783 motoristas foram flagrados sob efeito de álcool. PRF divulga balanço de operação nas estradas do Sul do RJ Polícia Rodoviária Federal Durante o feriadão de Nossa Senhora Aparecida, de 9 a 12 de outubro, 75 pessoas morreram em acidentes nas estradas federais que cortam o país. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), foram registrados 973 acidentes. "Os acidentes foram motivados por diversos fatores, especialmente os relacionados ao comportamento do condutor", disse a PRF. O balanço da PRF, divulgado durante a tarde desta segunda-feira (13), mostra que 248 desses acidentes foram classificados como graves. O levantamento aponta ainda que 1.165 pessoas ficaram feridas. A PRF fiscalizou 135,9 mil veículos e fez 6,2 mil testes do bafômetro. Ao todo, 783 motoristas foram flagrados dirigindo sob efeito de álcool. De acordo com a corporação, não é possível estabelecer uma comparação com o mesmo período de 2019, já que o feriado passado caiu em um sábado. Álcool ao volante no feriadão Outras infrações Durante a operação, a Polícia Rodoviária Federal autuou motoristas e motociclistas por outras infrações. Entre elas: 4,8 mil atuações por não uso do cinto de segurança, de motoristas ou passageiros 1 mil pessoas, entre condutores e garupas de motocicletas, sem capacete. 6 mil ultrapassagens proibidas 268 motoristas flagrados ao usar o celular enquanto dirigiam No Distrito Federal, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 39 acidentes em rodovias que cortam a capital. Ao todo, 44 pessoas ficaram feridas e duas morreram. Feriado de N. Senhora Aparecida termina com 39 acidentes no DF, diz PRF Criminalidade PRF prende seis condutores embriagados durante o feriadão Além das ações preventivas de segurança, 537 pessoas foram detidas pela Polícia Rodoviária Federal, entre 9 e 12 de outubro. Segundo a corporação, "por diversos crimes", entre eles, 112 por crimes de trânsito. "Durante o feriadão, foram recuperados 92 veículos e apreendidas 1,5 tonelada de maconha e 64 kg de cocaína", disse a PRF. VÍDEOS: mais vistos do G1 Carros Leia outras notícias da região no G1 DF. ]]>
GM anuncia novo PDV e retorno de segundo turno da S10 em So Joshttp://gpideia.com.br/noticia/gm-anuncia-novo-pdv-e-retorno-de-segundo
Informação é do Sindicato dos Metalúrgicos. Pacote de demissão é o segundo aberto este ano, depois da adesão de mais de 200 funcionários ao último PDV, em setembro. GM anuncia novo PDV na planta de São José dos Campos Camilla Motta/ G1 A General Motors, de São José dos Campos, vai abrir um novo Plano de Demissão Voluntária (PDV) para todos os setores da planta. A informação foi divulgada pelo Sindicato dos Metalúrgicos nesta terça-feira (6). Além do PDV, a empresa anunciou a retomada do segundo turno da produção da S10, que estava com os funcionários em layoff. Este é o segundo pacote de demissões da empresa, que em setembro fez desligamentos na planta em São José. De acordo com a entidade, o pacote desta vez se estende para todos os setores da fábrica e tem como benefícios salários adicionais, extensão do convênio médico e um carro. Os valores variam de acordo com o tempo de trabalho na empresa (veja a tabela abaixo). A medida foi adotada pela empresa, segundo o sindicato, como forma de readequação da produção. No fim de setembro, mais de 200 funcionários aderiram ao plano de demissão. O sindicato não informou qual a meta de adesão da empresa. O PDV vai ficar aberto de 16 a 26 de outubro. Veja abaixo a tabela oferecida no PDV: 1 a 3 anos de fábrica: sem benefícios; 4 a 10 anos: 3,5 salários + 12 meses de convênio médico; 11 a 13 anos: 4 salários + um carro Onix Joy Black + 18 meses de convênio médico; 14 a 16 anos: 4,5 salários + um carro Onix Joy Black + 18 meses de convênio médico; 17 a 19 anos: 5 salários + um carro Onix Joy Black + 24 meses de convênio médico; 20 a 22 anos: 5,5 salários + um carro Onix Joy Black + 24 meses de convênio médico; 23 a 25 anos: 6 salários + um carro Onix Joy Black + 24 meses de convênio médico; Acima de 26 anos: 7 salários + um carro Onix Joy Black + 24 meses de convênio médico. Layoff A empresa estava mantendo cerca de 300 funcionários em layoff (suspensão dos contratos de trabalho) na planta, com a suspensão do segundo turno da produção da S10. De acordo com o sindicato, em reunião com a entidade a GM decidiu pela retomada da produção. A empresa está com trabalhadores em layoff desde abril. A medida vem sendo estendida e, segundo acordo feito com os funcionários, poderia ser prorrogado até abril de 2021. Os trabalhadores devem voltar ao trabalho ainda nesta semana, segundo o sindicato. A reportagem do G1 procurou a empresa e aguardava o retorno até a publicação. Veja mais notícias do Vale do Paraíba e região bragantina ]]>
Cmara aprova MP que amplia prazo para indstria automotiva se candidatar a incentivo fiscalhttp://gpideia.com.br/noticia/camara-aprova-mp-que-amplia-prazo-paraPorsche 911 Turbo S: primeiras impresseshttp://gpideia.com.br/noticia/porsche-911-turbo-s-primeiras
G1 experimenta a nova geração do esportivo de R$ 1,3 milhão em Interlagos. Modelo vai de 0 a 100 km/h, mais rápido do que uma Ferrari F8 Tributo. Porsche 911 Turbo S Divulgação A chance de ganhar na Mega-Sena com uma aposta simples, que custa R$ 4,50, é de uma em aproximadamente 50 milhões. Um sortudo amante de carros que conseguisse essa proeza e quisesse levar para casa um Porsche 911 Turbo S deixaria, no mínimo, R$ 1,3 milhão da sua fortuna na concessionária. O inves Em troca, levaria para casa um dos melhores esportivos da atualidade. É a conclusão que se chega ao experimentar o modelo no melhor cenário possível no Brasil: o Autódromo de Interlagos, em São Paulo. A "casa" do automobilismo brasileiro foi a sede do evento de lançamento da nova geração do Porsche. Foram 5 voltas pelos pouco mais de 4,3 km do traçado. E a palavra que o define o carro pode até surpreender: equilíbrio. Tabela de concorrentes do Porsche 911 Turbo S Divulgação O que mudou Um olhar mais desatento vai achar que o visual é idêntico ao do modelo anterior. Porém, basta começar a procurar as mudanças em relação ao antigo 911 Turbo S que serão necessários vários parágrafos para descrevê-las. Aqui vão algumas: aerofólio traseiro redesenhado e maior novo capô e para-choque dianteiro redesenhado tomadas de ar maiores e redesenhadas lanternas traseiras redesenhadas e unidas por uma barra com efeito 3D Traseira do 911 Turbo S tem novas lanternas e aerofólio maior Divulgação As principais novidades, no entanto, não estão à vista, mas no motor de 6 cilindros contrapostos, também conhecido como Boxer. A cilindrada foi ligeiramente reduzida de 3.800 cm³ para 3.745 cm³. Ao mesmo tempo, a potência aumentou em 70 cavalos (o equivalente ao motor do Renault Kwid), chegando a 650 cv, enquanto o torque cresceu expressivos 5,1 kgfm, totalizando 81,6 kgfm. Porsche 911 Turbo S Divulgação Nem tão vanguardista Para conseguir esses números, a Porsche atuou em duas frentes. Primeiro, nos componentes do motor. As duas turbinas de geometria variável ficaram maiores e agora estão posicionadas de forma espelhada, melhorando a forma como o ar passa por elas. Essa última alteração também tem a ver com a segunda área da atuação da Porsche: o fluxo de ar. Os trocadores de calor, além de maiores, foram reposicionados, e agora estão em local mais alto. No geral, a admissão de ar aumentou em 13%. Tomada de ar Porsche 911 Turbo S agora possui aerodinâmica ativa Divulgação Outras soluções até parecem inovadoras, mas são mais comuns do que se imagina. A nova válvula de escape ("wastegate") elétrica do turbo, por exemplo, equipa há anos os motores 1.0 turbo dos Volkswagen Up e Polo. Já as tomadas de ar dianteiras com aerodinâmica ativa são um recurso presente desde 2016 na nem um pouco esportiva Chevrolet Spin. Mais rápido que Ferrari Todo esse pacote de novidades também representa uma melhoria nos números de desempenho no novo 911 Turbo S. O esportivo acelera de 0 a 100 km/h em 2,7 segundos, marca 0,2 segundo melhor do que a geração anterior e do que a Ferrari F8 Tributo, de 720 cv. Para ir de 0 a 200 km/h, são necessários apenas 8,9 segundos, 1 segundo inteiro a menos do que o 911 Turbo S que está saindo de linha. A velocidade máxima não mudou: permanece em 330 km/h. Porsche 911 Turbo S é mais rápido do que o GT3 RS nas retas, mas perde em curvas Divulgação Bem longe disso, alcançando os 260 km/h, o 911 Turbo S chega no final da reta de Interlagos, para contornar o “S do Senna”. A essa altura, o modelo já tirou a diferença para o 911 GT3 RS de geração anterior usado como “carro madrinha”. É isso mesmo. O novo Turbo S é mais rápido em retas do que o GT3 anterior. Por outro lado, nas curvas, por ter um acerto mais próprio de pistas, o GT3 acaba ganhando terreno. A placa de 150 metros é o sinal para acionar com força o pedal de freio. Nessa nova geração, o Turbo S traz gigantescos discos de cerâmica de 420 milímetros na frente e 390 mm atrás. Disco de freio dianteiro do Porsche 911 Turbo S Divulgação Como comparação, os discos dianteiros possuem diâmetro 63% maior do que os de um Fiat Argo 1.0, por exemplo. Já com a velocidade mais baixa, o 911 se equilibra e sai disparado para engolir a reta oposta do autódromo paulistano. Ali o novo câmbio automático de dupla embreagem e 8 marchas mostra a que veio, com trocas instantâneas – e acompanhadas de tranco na coluna. As duas últimas marchas, porém, são usadas para reduzir o consumo de combustível em situações “normais” em que o 911 não está em uma pista. Por isso, a velocidade máxima é alcançada em sexta marcha. Eixo traseiro do Porsche 911 Turbo S é capaz de virar até 2 graus Divulgação Outro recurso que deve ser útil também nas ruas é o eixo traseiro direcional. Ele faz com que as rodas posteriores girem até 2 graus. Em baixas velocidades, elas vão no sentido contrário à direção, facilitando manobras. Nas situações de maior velocidade, o sentido é o mesmo das rodas dianteiras, garantindo maior estabilidade e equilíbrio. O tal equilíbrio Por tudo isso, faz sentido dizer que a palavra que melhor define o 911 Turbo S é equilíbrio. Usar um termo tão ameno para definir um carro tão extremo pode parecer uma heresia. Principalmente quando esse modelo tem 650 cv, chega aos 200 km/h em menos de 9 segundos e é capaz de grudar as costas do motorista no banco em acelerações. Mas é isso que acontece com o 911 Turbo S. Sem tirar o mérito de qualquer uma dessas qualidades citadas acima, mas o Porsche é mais do que um carro rápido em linha reta. Porsche 911 Turbo S Divulgação Todos os sistemas eletrônicos e de engenharia formam um conjunto irretocável, capaz não apenas de acelerar, mas também de contornar curvas, frear e dar ao piloto a sensação de que o carro estará sempre em suas mãos, à disposição para atender aos desejos de quem está ao volante. Como comparação, depois de guiar o 911 Turbo S, foi a vez de dirigir o 718 Cayman com o novo motor 4.0 aspirado de 400 cv equipado com câmbio manual de 6 marchas. Mesmo tendo 250 cv a menos, o esportivo menor é muito mais arisco, demonstrando maior tendência a sair nas curvas. Na subida dos boxes, por exemplo, era possível sentir os controles eletrônicos atuando para evitar uma escapada. Equipado com câmbio manual, Porsche 718 Cayman é bem mais 'arisco' do que o 911 Turbo S Divulgação No 911, mesmo em velocidades mais altas, isso não aconteceu nenhuma vez. Em outras curvas, quando uma correção era necessária no 718, o Turbo S sequer dava sinais de que iria se desviar da trajetória ideal. Quando se avalia carros superesportivos como o 911 Turbo S, a escolha de concorrentes torna-se mais difícil, já que a decisão de compra muitas vezes passa também pelo gosto pessoal do comprador. No caso deste Porsche, seus rivais mais próximos são Audi R8, McLaren 570S e Mercedes-AMG GT R Pro. Todos mais lentos e menos potentes do que o Turbo S. E, com exceção do primeiro, bem mais caros. O alemão de Stuttgart ainda se destaca por ser o mais amigável para o uso cotidiano - novamente, o tal do equilíbrio. Porsche 911 Turbo S Divulgação Porsche 911 Turbo S Divulgação Porsche 911 Turbo S Divulgação VÍDEO: veja como anda o 911 Carrera S, de 'apenas' 450 cv G1 testa novo Porsche 911 na Espanha VÍDEOS: mais avaliações de carros ]]>
Carlos Ghosn faz primeira apario pblica no Lbano e diz que ser consultor em projetos universitrioshttp://gpideia.com.br/noticia/carlos-ghosn-faz-primeira-aparicao
Participantes dos programas terão sessão de assessoria individual com executivo. Brasileiro está no Líbano desde dezembro, quando fugio do Japão. Carlos Ghosn apresenta projeto de consultoria em universidade no Líbano Anwar AMRO / AFP O ex-executivo da indústria automobilística Carlos Ghosn, que está no Líbano desde sua fuga do Japão, fez nesta terça-feira (29) a primeira aparição pública em vários meses, ao apresentar uma parceria com uma universidade local para desenvolver programas de capacitação. O ex-CEO da Nissan chegou a Beirute em dezembro, depois de fugir das acusações por fraude financeira no Japão, onde permaneceu detido por 130 dias. Em seu país de origem, Ghosn concedeu uma entrevista coletiva em janeiro para denunciar um "golpe" armado contra ele, mas desde então permaneceu discreto. Ghosn compareceu nesta terça-feira à Universidade do Espírito Santo de Kaslik (USEK), ao norte de Beirute, para apresentar uma parceria com o estabelecimento de ensino superior. Ele se recusou a responder perguntas vinculadas aos reveses legais ou ao julgamento no Japão de seu ex-colaborador na Nissan, o americano Greg Kelly. "Não vou desviar esta conferência de seu objetivo e este é a USEK", afirmou Ghosn. Ele citou três programas de formação que desenvolverá em colaboração com a USEK. O primeiro, apresentado pelo empresário como supostamente "o melhor do Líbano e também da região", é destinado a executivos de empresas. O segundo envolve um centro de formação em novas tecnologias e o terceiro dará apoio a "startups" e a empresários. Os participantes nos programas terão em particular uma sessão de assessoria individual com Ghosn. No final do curso, os alunos receberão um certificado assinado pelo empresário e a USEK. "Queremos demonstrar que somos formidáveis empreendedores, em particular neste momento em que o país realmente precisa", disse Ghosn. Ele afirmou que um de seus objetivos é "servir ao país e à sociedade", completou. O Líbano enfrenta um colapso econômico. A libra libanesa registrou uma desvalorização sem precedentes no último ano e o país registra demissões em larga escala e cortes salariais. Mais da metade dos libaneses vive atualmente abaixo da linha da pobreza, de acordo com dados oficiais. VÍDEO: Ghosn falou em janeiro sobre fuga e acusações Carlos Ghosn fala sobre fuga e acusação de fraude fiscal Veja mais vídeos de carros ]]>
Volkswagen Taos tem imagens e detalhes revelados antes do lanamentohttp://gpideia.com.br/noticia/volkswagen-taos-tem-imagens-e-detalhes
Produzido na Argentina, o modelo será equipado com motor 1.4 turbo de 150 cavalos de potência. Volkswagen Taos Divulgação/Volkswagen A Volkswagen revelou nesta terça-feira (29) as primeiras imagens do Taos. O SUV deverá chegar ao Brasil no primeiro semestre de 2021, importado da Argentina, para ocupar a lacuna entre o T-Cross e o Tiguan. Sua apresentação oficial acontecerá no próximo dia 13 de outubro. De acordo com a marca, o rival do Jeep Compass será equipado exclusivamente com o motor 1.4 TSI de até 150 cavalos de potência e câmbio automático de 6 marchas. Entre os equipamentos, que poderão variar de acordo com a versão, o Taos terá piloto automático adaptativo, frenagem automática de emergência, alerta de tráfego cruzado, sensores dianteiros, traseiros e laterais, monitoramento de pressão dos pneus e assistente de partida em rampas. Volkswagen Taos Divulgação/Volkswagen Faróis e lanternas serão de LEDs e a central multimídia será a VW Play, que já equipa Nivus e T-Cross no Brasil. Recentemente, o sistema ganhou atualizações para o modo valet. Visualmente, o Taos repete os traços gerais de outros modelos da Volkswagen, como Tiguan e T-Cross, mas apresenta diferenças expressivas para o Tharu, SUV chinês no qual ele se baseia. Na dianteira, o destaque fica para a iluminação de LEDs na grade, que parece dar sequência às luzes dos faróis. O para-choque tem linhas próximas das do Nivus. No mais, as linhas horizontais são típicas da marca. Volkswagen Taos Divulgação/Volkswagen Primeiro SUV argentino O Taos é resultado de investimentos de US$ 650 milhões para o primeiro SUV que a Volkswagen vai produzir na Argentina. Mesmo assim, segundo a marca, a previsão é de que 70% da produção seja destinada para exportação. Os 30% restantes ficam para o mercado local. Assim como o T-Cross, o Taos será construído sobre a plataforma MQB, a mais moderna da Volkswagen para carros convencionais — posteriormente, a marca criou uma só para elétricos. "A Argentina é um pilar fundamental para a Volkswagen América Latina. Nosso objetivo é fortalecer a marca na região, gerando uma base financeira sólida e alcançando maior participação no mercado e mais rentabilidade", disse o argentino Pablo Di Si, presidente da marca na América Latina. G1 conheceu o Tharu no Salão de Xangai de 2019 Salão de Xangai 2019: conheça o Volkswagen Tarek ]]>
Volkswagen Taos tem primeiras imagens reveladas antes do lanamentohttp://gpideia.com.br/noticia/volkswagen-taos-tem-primeiras-imagens
Produzido na Argentina, o modelo será equipado com motor 1.4 turbo de 150 cavalos de potência. Volkswagen Taos Divulgação/Volkswagen A Volkswagen revelou nesta terça-feira (29) as primeiras imagens do Taos. O SUV deverá chegar ao Brasil no primeiro semestre de 2021, importado da Argentina, para ocupar a lacuna entre o T-Cross e o Tiguan. Sua apresentação oficial acontecerá no próximo dia 13 de outubro. De acordo com a marca, o SUV será equipado exclusivamente com o motor 1.4 TSI de até 150 cavalos de potência e câmbio automático de 6 marchas. Volkswagen Taos Divulgação/Volkswagen Entre os equipamentos, que poderão variar de acordo com a versão, o Taos terá piloto automático adaptativo, frenagem automática de emergência, alerta de tráfego cruzado, sensores dianteiros, traseiros e laterais, monitoramento de pressão dos pneus e assistente de partida em rampas. Faróis e lanternas serão de LEDs e a central multimídia será a VW Play, que já equipa Nivus e T-Cross no Brasil. Recentemente, o sistema ganhou atualizações para o modo valet. Volkswagen Taos Divulgação/Volkswagen Visualmente, o Taos Primeiro SUV argentino O Taos é resultado de investimentos de US$ 650 milhões para o primeiro SUV que a Volkswagen vai produzir na Argentina. Mesmo assim, segundo a marca, a previsão é de que 70% da produção seja destinada para exportação. Os 30% restantes ficam para o mercado local. Assim como o T-Cross, o Taos será construído sobre a plataforma MQB, a mais moderna da Volkswagen para carros convencionais — posteriormente, a marca criou uma só para elétricos. "A Argentina é um pilar fundamental para a Volkswagen América Latina. Nosso objetivo é fortalecer a marca na região, gerando uma base financeira sólida e alcançando maior participação no mercado e mais rentabilidade", disse o argentino Pablo Di Si, presidente da marca na América Latina. Esta matéria está em atualização. ]]>
Volkswagen revela primeiras imagens do novo Taoshttp://gpideia.com.br/noticia/volkswagen-revela-primeiras-imagens-do
Produzido na Argentina, o modelo será equipado com motor 1.4 turbo de 150 cavalos de potência. Volkswagen Taos Divulgação/Volkswagen A Volkswagen revelou nesta terça-feira (29) as primeiras imagens do Taos. O SUV deverá chegar ao Brasil no primeiro semestre de 2021, importado da Argentina, para ocupar a lacuna entre o T-Cross e o Tiguan. Sua apresentação oficial acontecerá no próximo dia 13 de outubro. De acordo com a marca, o SUV será equipado exclusivamente com o motor 1.4 TSI de até 150 cavalos de potência e câmbio automático de 6 marchas. Volkswagen Taos Divulgação/Volkswagen Entre os equipamentos, que poderão variar de acordo com a versão, o Taos terá piloto automático adaptativo, frenagem automática de emergência, alerta de tráfego cruzado, sensores dianteiros, traseiros e laterais, monitoramento de pressão dos pneus e assistente de partida em rampas. Faróis e lanternas serão de LEDs e a central multimídia será a VW Play, que já equipa Nivus e T-Cross no Brasil. Recentemente, o sistema ganhou atualizações para o modo valet. Volkswagen Taos Divulgação/Volkswagen Por que a Argentina O Taos é resultado de investimentos de US$ 650 milhões para o primeiro SUV que a Volkswagen vai produzir na Argentina. Assim como o T-Cross, o Taos será construído sobre a plataforma MQB, a mais moderna da Volkswagen para carros convencionais — posteriormente, a marca criou uma só para elétricos. "A Argentina é um pilar fundamental para a Volkswagen América Latina. Nosso objetivo é fortalecer a marca na região, gerando uma base financeira sólida e alcançando maior participação no mercado e mais rentabilidade", disse o argentino Pablo Di Si, presidente da marca na América Latina. Esta matéria está em atualização. ]]>
Honda mostra conceito de SUV eltrico que antecipa o visual do futuro HR-Vhttp://gpideia.com.br/noticia/honda-mostra-conceito-de-suv-eletrico
De acordo com a marca, o protótipo SUV e:concept indica a direção do seu primeiro modelo totalmente elétrico. Honda SUV e:concept Divulgação/Honda A Honda apresentou no Salão do Automóvel de Pequim, na China, que acontece mesmo com a pandemia do coronavírus, um conceito do que será o seu primeiro modelo totalmente elétrico. Além disso, o SUV pode adiantar os traços da segunda geração do HR-V, prevista para 2021. A fabricante não detalhou a mecânica do SUV e:concept, mas confirmou que ele "indica a direção de um futuro modelo de produção em massa do primeiro veículo elétrico da marca para a China". Entre as tecnologias já confirmadas, estão os sistemas de prevenção de acidentes, como frenagem automática, alerta de pontos cegos, monitoramento de saída involuntária de faixa e piloto automático adaptativo. Honda SUV e:concept Divulgação/Honda Influência para o HR-V Mesmo ainda tendo elementos visuais típicos de um conceito, as linhas gerais do SUV e:concept adiantam o que será visto no novo HR-V, frequentemente flagrado em testes no Japão. Prevista para estrear no primeiro semestre de 2021, a segunda geração do modelo adotará o formato de um "SUV-cupê", com um caimento mais pronunciado na traseira. A dianteira também seguirá o conceito, com faróis estreitos e uma nova identidade luminosa. Segundo publicações japonesas, o novo HR-V crescerá e subirá um degrau na linha Honda, sendo reposicionado para o segmento dos SUVs médios (como Jeep Compass, Ford Territory e Toyota Corolla Cross) e abrindo espaço para um modelo menor e mais barato. Honda SUV e:concept Divulgação/Honda ]]>
Novos Sandero, Stepway e Logan so revelados oficialmente http://gpideia.com.br/noticia/novos-sandero-stepway-e-logan-sao
Os modelos da romena Dacia ficaram mais tecnológicos, com direito a frenagem automática e faróis de LED. Versão brasileira poderá ter alterações no desenho. Dacia Sandero Divulgação/Renault A Renault apresentou nesta terça-feira (29) a nova geração do trio Sandero, Logan e Stepway, ainda sob a marca romena Dacia. Os modelos ficaram mais sofisticados e ganharam uma motorização flex a gasolina e gás GLP. A versão Renault, que chegará ao Brasil até 2022, poderá ter visual diferenciado. Visualmente, os modelos adotaram traços mais modernos e agressivos, com os faróis afilados unidos à grade. Para todos, os faróis de LED que simulam letras Y horizontais na função de luz diurna são de série. Na traseira, as lanternas repetem o mesmo efeito. Dacia Logan Divulgação/Renault Em relação ao Sandero, o Stepway tem adereços plásticos no entorno da carroceria, para-choques exclusivos e rack de teto, tudo para reforçar sua vocação aventureira. As barras do teto podem alternar entre as posições horizontal e vertical e suportam até 80 kg. Além disso, ele é 41 mm mais alto do que o modelo convencional, com 174 mm de distância do solo. Dacia Stepway Divulgação/Renault Por dentro, os modelos também foram totalmente redesenhados e ganharam elementos que remetem ao novo Duster, embora com menos refinamento. O volante de 4 raios é novo, a parte central do painel tem textura diferente do restante e a central multimídia tem uma tela "flutuante". Dacia Stepway Divulgação/Renault Cresceu pouco A nova geração do Sandero tem 4,09 metros de comprimento, 1,85 m de largura, 1,5 m de altura e porta-malas de 328 litros. Em comparação com o atual modelo vendido pela Dacia na Europa, ele ficou 2 centímetros maior e 12 cm mais largo. O porta-malas ganhou 8 litros. No Stepway, o comprimento é de 4,1 metros e a altura é de 1,53 m. Porta-malas e largura são os mesmos da versão "civil". Dacia Sandero Divulgação/Renault O Logan passa a ter 4,4 metros de comprimento e generosos 528 litros — 2 centímetros e 18 litros a mais do que o atual. Segundo a Dacia, os modelos ficaram até 40 kg mais leves. Sempre a gasolina Os modelos deixaram de ter motorizações a diesel no mercado europeu e, a partir de agora, serão equipados exclusivamente com motores a gasolina. Esqueça motores híbridos ou elétricos por enquanto. Dacia Logan Divulgação/Renault Por lá, a versão mais barata de Sandero e Logan terão um 1.0 de três cilindros com 65 cavalos de potência e câmbio manual de 5 marchas. Em seguida, há o 1.0 de três cilindros turbo com 90 cv, que pode ter câmbio manual de 6 marchas ou automático CVT. Por fim, os modelos poderão ter um 1.0 turbo de 100 cv flex, que funciona com gasolina ou GLP (gás liquefeito de petróleo) e tem sempre o câmbio manual de 6 marchas. Dacia Sandero Divulgação/Renault Tecnológicos, mas ainda baratos A família Sandero estreia equipamentos de segurança e tecnologia até então inéditos para o modelo, que estarão nas versões mais caras, como monitoramento de pontos cegos, frenagem automática de emergência, teto solar e freio de estacionamento eletrônico. Há também 6 airbags de série, direção elétrica, câmera de ré, stop&start de série, assistente de partida em rampas, ar-condicionado com mostradores digitais, volante multifuncional, piloto automático e sensores de estacionamento dianteiros e traseiros. Dacia Stepway Divulgação/Renault A central multimídia Media Display tem tela de 8 polegadas, 4 alto-falantes, bluetooth e conexão com Android Auto e Apple CarPlay. Na mais completa, a Media Nav, há GPS nativo, 6 alto-falantes e conexão sem fio com as plataformas Android e Apple. A versão mais barata dos modelos, porém, dará a cara ao baixo custo substituindo o sistema multimídia pelo celular do motorista. Assim como já foi feito pela Volkswagen e pela Fiat, o smartphone se transformará na central do veículo. É o sistema Media Control. Um suporte será instalado, ao lado de uma entrada USB para manter o celular sempre carregado. Dacia Sandero Divulgação/Renault ]]>
Honda mostra SUV eltrico conceito que antecipa o visual do futuro HR-Vhttp://gpideia.com.br/noticia/honda-mostra-suv-eletrico-conceito-que
De acordo com a marca, o protótipo SUV e:concept indica a direção do seu primeiro modelo totalmente elétrico. Honda SUV e:concept Divulgação/Honda A Honda apresentou no Salão do Automóvel de Pequim, na China, que acontece mesmo com a pandemia do coronavírus, um conceito do que será o seu primeiro modelo totalmente elétrico. Além disso, o SUV pode adiantar os traços da segunda geração do HR-V, prevista para 2021. A fabricante não detalhou a mecânica do SUV e:concept, mas confirmou que ele "indica a direção de um futuro modelo de produção em massa do primeiro veículo elétrico da marca para a China". Entre as tecnologias já confirmadas, estão os sistemas de prevenção de acidentes, como frenagem automática, alerta de pontos cegos, monitoramento de saída involuntária de faixa e piloto automático adaptativo. Honda SUV e:concept Divulgação/Honda Influência para o HR-V Mesmo ainda tendo elementos visuais típicos de um conceito, as linhas gerais do SUV e:concept adiantam o que será visto no novo HR-V, frequentemente flagrado em testes no Japão. Prevista para estrear no primeiro semestre de 2021, a segunda geração do modelo adotará o formato de um "SUV-cupê", com um caimento mais pronunciado na traseira. A dianteira também seguirá o conceito, com faróis estreitos e uma nova identidade luminosa. Segundo publicações japonesas, o novo HR-V crescerá e subirá um degrau na linha Honda, sendo reposicionado para o segmento dos SUVs médios (como Jeep Compass, Ford Territory e Toyota Corolla Cross) e abrindo espaço para um modelo menor e mais barato. Honda SUV e:concept Divulgação/Honda ]]>
Ford anuncia Programa de Demisso Voluntria na fbrica de Camaari, na Bahiahttp://gpideia.com.br/noticia/ford-anuncia-programa-de-demissao
Segundo empresa, medida tem objetivo de ajustar níveis de produção à desaceleração do mercado, causada pela pandemia da Covid-19. Fábrica da Ford em Camaçari, na Bahia Divulgação A Ford anunciou um Programa de Demissão Voluntária (PDV) na fábrica localizada na cidade de Camaçari, que fica na região metropolitana de Salvador, com o objetivo de ajustar os níveis de produção à desaceleração do mercado, causada pela pandemia da Covid-19. Veja gráfico de casos e mortes em Camaçari desde o início da pandemia De acordo com a empresa, as inscrições para os funcionários que quiserem aderir ao programa de demissão voluntária começam na quinta-feira (1º). Ainda não há prazo para término. Além disso, a empresa estabeleceu extensão do layoff, medida que suspende contratos de trabalho, até 31 de dezembro deste ano. A Ford informou que o PDV é voltado para os empregados da área de produção e ainda não tem detalhes de quantas demissões estão previstas. A abertura do programa foi feita através de um acordo da empresa com o Sindicato dos Metalúrgicos. Segundo o presidente do sindicato, Júlio Bonfim, o trabalhador que aderir ao programa de demissão ganhará um bônus de até R$ 93 mil, além das verbas rescisórias previstas na legislação: Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), multa de 40% em cima do FGTS, 13º salário proporcional, férias e o direito de dar entrada no seguro desemprego. "Há uma redução de produção, caiu para 136 mil carros, isso de certa forma tencionou a Ford abrir esse programa. A produção já está abaixo de dois turnos", explicou Júlio. De acordo com Júlio, atualmente, há 3.500 trabalhadores na Ford e mais 3.500 no autopeças. Ainda segundo o sindicato, os trabalhadores que aderirem ao PDV e quiserem comprar um carro das marca vão ter desconto. Vão ser disponibilizados 800 carros até o mês de dezembro. Veja mais notícias do estado no G1 Bahia. Ford iniciará Programa de Demissão Voluntária na fábrica de Camaçari, na região metropolitana de Salvador Reprodução/TV Bahia Assista aos vídeos do Bahia Meio Dia ]]>
Funcionrios da Toyota aprovam acordo com termos da mudana da sede do ABC Paulista para Sorocabahttp://gpideia.com.br/noticia/funcionarios-da-toyota-aprovam-acordo
Segundo sindicato, previsão era que 600 funcionários fossem transferidos e outros 300 fossem demitidos. Com acordo, 490 passarão a trabalhar no interior e outros 120 perderão os empregos. Fábrica da Toyota em São Bernardo do Campo Divulgação Trabalhadores da Toyota aprovaram nesta segunda-feira (28) um acordo entre a empresa e o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC com os termos da mudança da sede administrativa da fabricante de São Bernardo do Campo para Sorocaba (SP), afirmou a entidade. De acordo com o sindicato, a mudança anunciada na última semana previa a transferência de 600 trabalhadores das áreas administrativas da unidade do ABC Paulista para o interior do estado, além da demissão de outros 300. Ainda segundo a entidade que representa os trabalhadores, serão transferidos 490 empregados, enquanto outros 120 serão desligados. O acordo ainda prevê a abertura de um Plano de Demissão Voluntária (PDV), válido para todos os funcionários da área administrativa. Quem aderir ao plano, receberá o equivalente a 12 meses de salário e terá o plano de saúde por um ano. Funcionários que serão transferidos e aposentados que atuam na produção podem aderir ao programa. Além da abertura do PDV, a Toyota ainda vai pagar dois salários no mês da transferência do funcionário e 2,4 salários adicionais para quem optar por mudar o domicílio para a cidade de Sorocaba. Para quem continuar morando na Grande São Paulo, a Toyota vai oferecer transporte fretado de São Bernardo a Sorocaba por dois anos. Procurada pelo G1, a Toyota ainda não retornou. Motivos da mudança Fábrica da Toyota em Sorocaba (SP) produz Yaris e Etios Toyota/Divulgação Anunciada no último dia 21, a mudança da sede para Sorocaba vai acontecer de forma gradual a partir de janeiro de 2021 até o meio do próximo ano. Segundo a empresa, a transferência acontece para que a sede fique mais próxima de suas grandes unidades de produção no país, localizadas, além de Sorocaba, em Porto Feliz e Indaiatuba (SP). A unidade de Sorocaba existe desde 2012, e atualmente é responsável por produzir os modelos Etios e Yaris. A partir do ano que vem, o local também fabricará o novo Corolla Cross, primeiro SUV nacional da empresa. Já a unidade de São Bernardo, a primeira da empresa fora do Japão, existe desde 1962, e atualmente faz apenas peças. Fábrica da Toyota em São Bernardo é a primeira da empresa fora do Japão ainda em funcionamento Divulgação VÍDEOS: mais conteúdo sobre carros ]]>
Hyundai vai exportar Creta feito no Brasil para a Argentinahttp://gpideia.com.br/noticia/hyundai-vai-exportar-creta-feito-no
Até o final do ano, serão enviadas 450 unidades, sempre com motor 1.6 e câmbio automático. Hyundai vai exportar Creta para a Argentina Divulgação A Hyundai anunciou nesta segunda-feira (28) que irá exportar veículos do Brasil para a Argentina. Até o final do ano, a expectativa é enviar 450 unidades do Creta ao país vizinho. Na Argentina, o Creta será vendido a partir de meados de outubro em 3 versões, todas equipadas com motor 1.6 a gasolina de 123 cavalos e câmbio automático de seis marchas. Os preços não foram divulgados. Veja como anda o Hyundai HB20 'basicão' Hyundai Creta Prestige Fábio Tito/G1 Em nota, o presidente da Hyundai na América do Sul e Central, Eduardo Jin, disse que, "embora os volumes sejam baixos neste primeiro momento, vemos grande potencial de expansão". O executivo também disse que o acordo firmado entre Brasil e Argentina "abre oportunidade para estudarmos economicamente potencias fornecedores argentinos para que exportem seus produtos para nossa operação brasileira”. Atualmente, a Hyundai do Brasil exporta HB20 e Creta para outros três países sul-americanos: Colômbia, Paraguai e Uruguai. VÍDEO: conheça o HB20 mais barato Hyundai HB20 Sense é boa opção entre carros populares; G1 andou Playlist: veja mais avaliações de carros e motos ]]>
Chevrolet Onix 2021 ganha tela maior e conectividade sem fio na central multimdiahttp://gpideia.com.br/noticia/chevrolet-onix-2021-ganha-tela-maior-e
Android Auto e Apple CarPlay não precisarão de cabo para serem conectados ao veículo na versão Premier. Preços da linha ainda não foram revelados. n Chevrolet Onix Plus Premier Divulgação/Chevrolet A Chevrolet continua mostrando a linha 2021 do Onix em passos lentos. Depois de apresentar os novos Onix RS e Onix Plus Midnight, a marca revelou agora novidades para a central multimídia que equipará a versão topo de linha, Premier. Os preços ainda não foram divulgados. Chevrolet lança Onix RS e Onix Plus Midnight Até então com 7 polegadas, a tela do sistema MyLink passa a ter 8 polegadas — assim como na versão "esportiva" RS do hatch. Além disso, a central passa a ter conexão sem fio para as plataformas Android Auto e Apple CarPlay, via Wi-Fi. Chevrolet Onix Plus Premier Divulgação/Chevrolet O carregador sem fio para smartphones, disponível desde a estreia do modelo, bem como o sistema OnStar e o Wi-Fi nativo com sinal 4G, permanecem na linha 2021. De acordo com a Chevrolet, a versão Premier de Onix e Onix Plus seguirão equipados com ar-condicionado digital automático, chave presencial com partida do motor por botão, assistente de estacionamento semiautônomo, lanternas de LED, rodas de 16 polegadas, piloto automático e 6 airbags. Chevrolet Onix Plus Premier Divulgação/Chevrolet A lista tem ainda luz de condução diurna em LED, faróis automáticos, alerta de ponto cego, controles de estabilidade e tração, sensores de estacionamento dianteiros, laterais e traseiros, câmera de ré e assistente de partida em rampas. O tom de cinza das imagens é novidade. O motor é o 1.0 turbo flex de até 116 cv de potência e o câmbio é automático de 6 marchas. Chevrolet Onix Plus Premier Divulgação/Chevrolet Chevrolet Onix hatch leva 5 estrelas em teste de colisão Chevrolet Onix hatch leva 5 estrelas em teste de colisão ]]>
Fiat Strada ganha srie limitada Opening Edition por R$ 92.290http://gpideia.com.br/noticia/fiat-strada-ganha-serie-limitada-opening
Feita a partir da versão Volcano, com cabine dupla e motor 1.3, a edição especial é restrita a 250 unidades. Fiat Strada Opening Edition Divulgação/Fiat A Fiat anunciou nesta segunda-feira (28) a chegada de uma edição limitada da Strada, a Opening Edition, por R$ 92.290. Restrita a 250 unidades, a série adota elementos visuais exclusivos, como uma plaqueta com o número da unidade. Baseada na versão topo de linha, Volcano, a série tem a carroceria pintada exclusivamente com a cor Branco Alaska e as rodas são de 16 polegadas, com acabamento diamantado, opcionais na Volcano. A dianteira recebe um aplique em grafite, mesma cor das barras de teto. Fiat Strada Opening Edition Divulgação/Fiat De lado, a picape adota estribos, retrovisores em preto brilhante, além de badges, adesivos e soleiras em alusão à edição. A traseira também ganha um adesivo "Opening Edition" e engate de reboque. A caçamba possui um divisor de carga. Por dentro, o modelo se diferencia pela costura prateada no revestimento de couro do volante, mesma cor utilizada nas pedaleiras, na costura da coifa do câmbio e nas costuras dos tapetes, com borda em vinil. A plaqueta com o número da unidade, entre as 250, está próxima ao câmbio. Fiat Strada Opening Edition Divulgação/Fiat Os equipamentos de série são os mesmos da versão de base: faróis de LED com luzes diurnas, controles de tração e estabilidade, direção elétrica, monitoramento de pressão dos pneus, retrovisores elétricos, tela de 3,5 polegadas no quadro de instrumentos, vidros elétricos e capota marítima. A lista segue com bancos com mistura de tecido e couro, sensores de estacionamento, câmera de ré e central multimídia com tela de 7 polegadas, Apple CarPlay e Android Auto (este último com possibilidade de conexão sem fio). O conjunto mecânico também é o mesmo da Volcano, com motor 1.3 Firefly com até 109 cavalos de potência e 14,2 kgfm de torque, com câmbio manual de 5 marchas. Fiat Strada Opening Edition Divulgação/Fiat Fiat Strada Opening Edition Divulgação/Fiat Fiat Strada Opening Edition Divulgação/Fiat VÍDEO: Fiat Strada muda depois de 2 décadas; G1 testou Fiat Strada muda depois de 2 décadas; G1 testou a nova picape ]]>
Audi revela o Q5 Sportback, verso 'cup' do SUV mdiohttp://gpideia.com.br/noticia/audi-revela-o-q5-sportback-versao
Na configuração esportiva SQ5, o modelo é equipado com um motor 3.0 turbo V6 de 354 cv. Audi Q5 Sportback Divulgação/Audi A Audi revelou o inédito Q5 Sportback, quarto integrante da família de SUVs-cupê da marca, já composta por Q8 e das versões de Q3 e E-tron. O modelo será lançado nos Estados Unidos no primeiro semestre de 2021 e poderá chegar ao Brasil até o final do mesmo ano. SUV pode ser cupê? Tendência ganha força no mundo VÍDEO: como anda o E-tron, primeiro elétrico da Audi Até a porta dianteira, o Q5 Sportback é (quase) idêntico ao Q5 convencional, com exceção de acabamentos na grade e nos nichos laterais do para-choque dianteiro. Os faróis são os mesmos, com iluminação full LED e opcional de LED Matrix. Audi Q5 Sportback Divulgação/Audi As diferenças começam a partir das portas traseiras, com caimento mais acentuado, formando a carroceria de um cupê. Na traseira, as lanternas são equipadas com tecnologia de iluminação OLED, que prometem mais eficiência e homogeneidade no brilho. A Audi não divulgou a capacidade do porta-malas, que tem a tampa com abertura elétrica — incluindo por sensores, passando os pés debaixo do para-choque. Para os Estados Unidos, o modelo chegará em duas versões diferentes (assim como deverá acontecer no Brasil). A primeira é equipada com um motor 2.0 turbo que, com um sistema híbrido leve, entrega 265 cv de potência e 37,7 kgfm de torque. Audi Q5 Sportback Divulgação/Audi A segunda, SQ5, terá um 3.0 turbo V6 de 354 cv e 51 kgfm de torque. Além do motor mais potente, esta também será equipada com suspensão adaptativa e suspensão a ar, permitindo controlar a altura do solo nos diferentes tipos de condução. Entre os equipamentos, o Q5 Sportback tem quadro de instrumentos digital com tela de 12,3 polegadas, head-up display, central multimídia com tela de 10,1 polegadas, piloto automático adaptativo, alerta de saída de faixa, assistente de estacionamento e alerta de colisão com frenagem automática. O sistema de som Bang&Olufsen é opcional. Audi Q5 Sportback Divulgação/Audi VÍDEO: 'garagem' da Audi tem 5 carros que somam 2.800 cv e R$ 4,2 milhões G1 visita 'garagem' da Audi, que tem 5 carros que somam 2.800 cv e valem R$ 4,2 milhões ]]>
Grupo religioso pede na Justia que freiras possam usar vu na foto da CNHhttp://gpideia.com.br/noticia/grupo-religioso-pede-na-justica-que
Denatran proíbe o uso de 'chapéus, bones e outros' na foto da habilitação. Ação foi negada na justiça em primeiro grau, mas teve seguimento no Tribunal Regional Federal, que determinou a validade do pedido. Grupo religioso pede que freiras possam usar véu na foto da CNH Dhavid Normando/Futura Press/Folhapress O grupo religioso Congregação das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada entrou com ação pública pedindo que freiras possam usar o hábito, conhecido como véu, na hora de tirar a fotografia para a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). A ação, apresentada em janeiro de 2019 não foi aceita pela justiça de primeiro grau, que entendeu que o pedido era de interesse individual das religiosas e não fazia parte das finalidades da associação religiosa. Com a participação do Ministério Público Federal, uma nova ação foi encaminhada ao Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3), que deu seguimento ao pedido e encaminhou a ação de volta à primeira instância, onde deverá ser julgada novamente. No processo, o Ministério Público alegou que entre as finalidades da instituição, “estão tarefas que indicam a necessidade da condução de automóveis, como a prestação de ajuda a urgências eclesiais ou humanitárias, a realização de serviço e atividades sociais e pastorais”. De acordo com a portaria 1.515 do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), é proibido o uso de “chapéus, bonés e outros” na foto do documento de motorista. VÍDEO: os mais vistos do G1 Carros ]]>