Com paralisação dos caminhoneiros, Hyundai e Caterpillar suspendem produção nas unidades de Piracicaba

Com paralisação dos caminhoneiros, Hyundai e Caterpillar suspendem produção nas unidades de Piracicaba

27/05/2018 às 19:30 Vista: 336 Vez(es)


Companhias vão retomar trabalho na segunda-feira (28), segundo as assessorias de imprensa. Fábrica da Hyundai de Piracicaba teve operação suspensa nesta sexta Divulgação/Hyundai As unidades da Hyundai e da Caterpillar localizadas em Piracicaba (SP) comunicaram nesta sexta-feira (25) que a greve dos caminhoneiros teve reflexos em suas produções. A Hyundai informou que interrompeu as operações ao final da tarde e que as atividades retornam na segunda-feira (28). Segundo a assessoria de imprensa da montadora sul-coreana, o segundo e o terceiro turnos foram suspensos nesta sexta. O segundo turno começa às 15h43 e encerra 1h04, enquanto o terceiro segue de 0h59 até 6h29. Com isso, apenas o primeiro turno, que encerrou às 6h29, operou normalmente. Como não há produção no fim de semana, a previsão é retomar o trabalho no primeiro expediente de segunda-feira. Caterpillar Já a Caterpillar informou que toda a operação, que envolve mais de 3 mil dos 3,8 mil funcionários na planta, está parada nesta sexta. O motivo é que não houve recebimentos de peças por conta da paralisação dos caminhoneiros. A empresa também aponta que na segunda vai haver operação, mas que o expediente nos dias seguintes dependerá dos desdobramentos da paralisação dos caminhoneiros, que entrou no quinto dia nesta sexta. Protesto A paralisação ocorre há cinco dias e, na região, há interdição parcial nesta sexta-feira na Rodovia Washington Luiz (SP-310), em Cordeirópolis (SP), e na Rodovia Anhanguera (SP-330), em Limeira. Em Piracicaba, vans e caminhões pararam no acostamento da Rodovia Geraldo de Barros (SP-304), no bairro Santa Terezinha. Em seguida, 20 vans deixaram o local e fizeram uma passeata que percorreu o Centro, passou pela prefeitura e pela Rua do Porto, e retornou para a rodovia. Pelo 5º dia seguido, caminhoneiros fazem manifestações 20 estados e no Distrito Federal. Os atos desta sexta-feira dão continuidade à mobilização contra a disparada do preço do diesel, que faz parte da política de preços da Petrobras em vigor desde julho de 2017. Veja mais notícias da região no G1 Piracicaba VIA: G1 > Auto Esporte

Deixe seu comentário